Olá! Queremos ajudar

Cuide as suas peças

10 conselhos para as suas peças estarem sempre impecáveis

  1. Lave em separado as peças brancas e claras das peças coloridas ou escuras.
  2. Os tecidos naturais como a lã, o linho ou a seda encolhem ao serem lavados a temperaturas altas e deformam-se ao serem centrifugados ou estendidos de forma vertical. Recomenda-se lavar os tecidos artificiais e sintéticos em água morna e passá-los a baixa temperatura e do avesso. As calças de ganga têm de ser lavadas sempre do avesso e não se devem ultrapassar os 40ºC.
  3. Não encha demasiado a máquina de lavar. Com o excesso de carga, é possível que a ropa não fique suficientemente limpa.
  4. Recomendamos fazer as lavagens com detergentes neutros, porque contêm menos agentes branqueadores.
  5. Lave as suas peças do avesso e será melhor se o fizer com detergente líquido em vez de detergente em pó ou sólido.
  6. Use o detergente e o amaciador com moderação. Se usar mais do necessário, podem aparecer manchas nas peças.
  7. Evite usar a máquina de secar. Os tecidos tornam-se opacos e as peças desgastam-se.
  8. As temperaturas altas são prejudiciais para os tecidos.
  9. Quando secar as suas peças no exterior, evite a luz direta do sol.
  10. Relativamente ao engomar, comece com a temperatura mais baixa. No caso de cores escuras, engome a roupa do avesso ou quando estiver ligeiramente húmida.

Símbolos de lavagem

O que significam os símbolos que aparecem nas nossas etiquetas?

Lavagem

Lavar à máquina. O número (30ºC, 40ºC, 60ºC, 95ºC) indica a temperatura máxima de lavagem.

Lavar à máquina com programa normal e centrifugação curta. O número (30ºC, 40ºC, 60ºC, 95ºC) indica a temperatura máxima de lavagem.

Lavar à mão num máximo de 30ºC. Não esfregar nem escorrer.

Não lavar.

Uso de lixívia

Pode-se usar lixívia.

Não se pode usar lixívia.

Engomar

Engomar a uma temperatura alta: máximo 200ºC. Algodão, linho ou viscose.

Engomar a uma temperatura média: máximo 150ºC. Lã e misturas de poliéster.

Engomar a uma temperatura baixa: máxima 110ºC. Seda natural, rayon, acetato ou acrílico.

Não engomar.

Lavagem a seco

As letras (A, F, P) contidas nos círculos indicam o tipo de produto adequado para cada peça (informação útil para os especialistas em lavandaria).

Não se pode lavar a seco.

Secagem

Pode-se usar máquina de secar.

Não se pode usar máquina de secar.

Secar à máquina a baixa temperatura.

Secar à máquina a temperatura normal.

Estender na horizontal.

Estender sem escorrer.

Secar pendurado em cabide.

Fibras químicas

As fibras químicas são produzidas em fábricas químicas. Se se utilizarem matérias-primas provenientes da natureza, recebem o nome de fibras artificiais; se estiverem feitas de derivados do petróleo, recebem o nome de fibras sintéticas.

Viscose

A viscose ou rayon é uma fibra suave ao tacto com características parecidas ao algodão e com aparência semelhante à lã ou à seda. Caracteriza-se por enrugar com facilidade e por ser muito absorvente. Tende a encolher devido à sua baixa resistência.

Acetato

Fibra artificial suave e leve com aparência semelhante à seda. Entre as suas características é de destacar o facto de não encolher, de não desbotar e de não enrugar demasiado. Costuma ser utilizado na lingerie, em blusas, vestidos e outros acessórios.

Modal

Fibra artificial suave e confortável de levar com propriedades semelhantes às do algodão com elastano. Caracteriza-se por ser resistente e por não enrugar.

Poliéster

Fibra sintética altamente resistente que não enruga nem encolhe. Tem múltiplas aplicações, quer seja só quer misturada com fibras naturais e químicas. É económica e seca com rapidez.

Acrílico

Fibra sintética quente, suave e confortável. Caracteriza-se por ser altamente resistente às condições climatéricas tanto suaves como duras. Mistura-se frequentemente com lã para lhe dar maior resistência.

Poliamida

Fibra sintética altamente resistente e elástica conhecida comummente com o nome de Nylon. Deforma-se a altas temperaturas e não absorve a transpiração.

Elastano

Fibra utilizada para dar elasticidade às peças. É conhecida comummente com o nome de Lycra e costuma ser misturada com outras fibras.

Fibras naturais

As fibras naturais têm a sua origem na natureza. Classificam-se em dois grupos, dependendo de serem de origem vegetal ou animal.

Linho

Fibra de origem vegetal que se obtém da planta do linho. Caracteriza-se por ser uma fibra forte, flexível, muito resistente e brilhante que absorve a humidade e a transpiração. Tende a enrugar com facilidade.

Rami

Fibra de origem vegetal branca com brilho sedoso. Caracteriza-se por ser uma das fibras naturais mais fortes e duras, mas de baixa elasticidade. Fixa bem as tintas, é duradoura e suave.

Algodão

Fibra de origem vegetal suave, elástica e resistente com alta capacidade para absorver a humidade. É a fibra comummente mais utilizada e caracteriza-se por enrugar com facilidade.

Fibra natural suave e elástica de origem animal. Caracteriza-se pela sua capacidade térmica para absorver ou evaporar a água, em função da temperatura exterior, adaptando-se às mudanças de temperatura corporal.

Seda

Fibra suave e brilhante que tem a sua origem na larva do bicho-da-seda. É a fibra com a melhor qualidade e aspeto, caracteriza-se por ser sedosa e suave ao tacto e por ter um brilho característico.